Páginas

quinta-feira, 12 de junho de 2008

O amor está no ar!

Hoje é Dia dos Namorados no Brasil, diferente, já que em outros países esta data é marcada no Dia de São Valentim (Valentine´s Day).
Para uns esta data é comercial, para outros é importante ser comemorada.
São flores, bombons, perfumes, jantares... hummm, velas.... o romantismo!
Mas será que este romantismo faz parte do nosso cotidiano? Será que estamos livres para amar e deixarmos ser amados? Ou estes são valores que já não fazem parte deste século?

7 comentários:

Melissa disse...

Parabéns pelo blog.... O amor é um sentimento que nunca morre, atravessa vários séculos, apesar da correria do nosso cotidiano

Érika Pereira disse...

Concordo com que a Melissa disse. O Amor atravessa vários séculos, mas, o que muda são os valores e a forma como tratamos o amor nos tempos modernos, eu diria até pós-moderno, mas enfim. Hoje não consigo diferenciar o que é realmente o amor romântico, é tudo rápido, pois fomos acompanhando o crescimento tecnológico ao ponto de até as relações ficarem rápidas.

Liliam disse...

Com o corre-corre diário sobra-nos pouco tempo para desfrutar momentos com a pessoa amada. É um sentimento que permanece, mas aproveitamos muito pouco.

Jeff Santos disse...

Ufa, naum quero provocar a discordia, mas trabalhamos 8 horas por dia, temos 2 horas de almoço, e mais 2 horas no transito, total 12 horas fora de casa. Q tempo nos sobra? Nenhum! O grande desafio da nossa época e conseguir fazer as coisas em 1 minuto, temos q amar nem q seja por breves momentos, breves segundos, esse é o grande desafio da nossa realidade. Sera q conseguimos?
Quem sabe

Jeff Santos disse...

Andamos em busca da felicidade ou temos a obrigação de ser feliz!?

Érika Pereira disse...

Andamos em busca!E essa obrigação de ser feliz, só tem sentido se nos despismos das obrigações impostas. Isso sim é angustia vestida de felicidade, é falsa! Temos que parar de achar que para sermos felizes, temos que seguir regras impostas.
Jé, fiquei muito feliz em te ver por aqui. Peço que volte sempre

a que deseja disse...

Acho que estes valores são parte do ser humano, nunca morrerão. Mas de fato hoje em dia, eles deram espaço para uma pressa de realização acima de tudo. Sexo fácil, amizades coloridas e beijos sem sentido...