Páginas

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Diálogos terapêuticos com a dona Rosa

- Meu coração é safado. Só se apaixona por quem não presta, e por quem é impossível.

- É verdade né? E porque será que isso acontece, dona Rosa?

- Ahh minha filha, é karma. É que na outra vida, eu fiz ele sofrer e agora, tenho que sofrer por ele.

- E como faz para esquecer alguém assim?

- Só Deus, Só Deus. Tem que rezar todas as noites. É que quando estamos gostando de alguém assim, nosso caminho fica bloqueado e a gente não consegue enxergar a nossa volta. Isso impede que um outro amor apareça. A gente bloqueia os caminhos. Já até pedi pra Iemanjá pra esquecer dele. Já gosto dele há um ano e meio. Mas já já vou esquecer. É que vai aparecer alguém em breve na minha vida e que vai abrir os caminhos.

- Mas vocês já ficaram juntos alguma vez?

- Já sim, mas não dá certo, não.

- A senhora é casada?

- Faz 12 anos que estou divorciada. Meu marido me colocou um chifre e desde então, estou na luta, cuidando de dois filhos. Eu cuido dos meus dois filhos sozinha.

sábado, 26 de setembro de 2009

Narrativas de vida quase real

Horário de pico - 18:30, quinta-feira, 24 de setembro, Santos - Estou de pé no ônibus que me deixará na divisa de São Vicente. Como esses ônibus intermunicipais são sofríveis. Minha mochila deve estar pesando uns 10 quilos neste momento, igual a do PVC. São várias tranqueiras e uns cinco exemplares da nova edição da revista que trabalho. Estou cansada e com fome e por isso, não quero papo.
- Faz tempo que você pegou o ônibus?
- Não muito
- Nossa, tá cheio né?
- É
- Mas você entrou nesse ponto?
- Não. Três pontos atrás.
- ahhhhhhh tá!
- Nossa, seis e pouco. Não é fácil viu. Eu trabalho o dia todo. Cuido de um velhinho de 87 anos. Ele é policial aposentado. Teimoooooooooso! Ele tem Alzheimer. Hoje eu subi para arrumar os quartos e deixei ele lá embaixo na cozinha. Aí ele subiu e falou: "Olha, essa casa não é sua pra você ficar mandando não". É muito humilhação né?
- É
- Esses dias ele queria ir no banco. Cismou que o banco ficava na Francisco Glicério. Eu deixei, até ele cansar. Não posso pegar no braço dele, sabe? Tenho que deixar a mente dele ir, até onde dé.
- Ele mora sozinho?
- Não. Tem uma velha chata e amarguraaaaaada!
- Ah
- Olha o que eu tenho que aturar! E sabe quanto eu ganho? 500 reis! Na verdade, juntando com a condução dá uns setecentos e pouco. Eu sou auxiliar de enfermagem. Tem gente que eu conheço que ganha mil reais e nem fez o curso. Eu trabalho das 9 às 18 e sábado também. Nossa... só pobrema!
Agora eu to achando que a filha deles quer me mandar embora. Andei ouvindo umas coisas, sabe? Eles mal sabem que é um favor que eles me fazem. Ahhhhh eu livre disso tudo, desses pobrema. É muito humilhação.
- É mesmo
- Olha, eu tenho uma pessoa, sabe? Você chega em casa e nem recebe um carinho. Mas a gente se entende até. Ele fica na dele e eu fico na minha. Mas agora eu vou ter uma recompensa.
- Ah é?
- Éhhhh! Um jogador aposentado do Benfica, de 50 anos quer que eu vá para Portugal. A gente se fala pelo MSN
- É mesmo? Que legal!
Dou sinal. Chegou meu ponto.
- Olha, boa sorte pra senhora, viu!
Ela coloca a mão no meu ombro e diz animada:
- Obrigada! E dá um sorriso de satisfação

sábado, 12 de setembro de 2009

Who will be the next top model?

Bem há 3 dias na loja em que trabalho houve sessão fotográfica dos novos produtos para o site e catálogo. Os modelos eram 8 bebês. Claro, ninguém resisti aqueles olhinhos azuis, carinhas de anjo... enfim, tudo muito fofo! As mães estavam todas aceleradas, ofegantes e orgulhosas. Mas esta deslumbração durou pouco...
Os bebês estavam cansados de serem monitorados, e de repetir o mesmo. Quando um começava a chorar, outro começava logo após. Buúuuááááááá!!!!!!! Só berreiros vindos daquele armazém. E eu lá a suar, a trabalhar sozinha, a atender todos os clientes dando o meu melhor mas..., voltemos ao assunto em foco.
Uma mãe sobe as escadas (o armazém fica no piso inferior), com o seu bebê loirinho no colo e exclama:
- Zé Manel anda a se portar mal. Da próxima vez trago a Ritinha em vez de ti. O Zé Manel é um nabo sabes?!
O Zé Manel coitadinho dizia sempre que sim com toda a felicidade do mundo, sem saber o duplo sentido do nabo!
Mais mães subiram para a parte da loja, ofegantes e estressadas, pois as crianças nem queriam mais brincadeiras....
Bem, em geral, quando nos perguntam o que é trabalho escravo, ou trabalho infantil abusivo, o que nos vem à mente é o menininho miserável a trabalhar na roça, ou numa obra clandestina, ou como mineiros... Mas nunca nos questionamos sobre o trabalho de modelos infantis, quando são os pais a se beneficiarem com os lucros e/ou com os louros.
- Meu filho sai em muitos catálogos de roupa!
- Carolina olha pra cá filha. Carolina brinca. Carolina olha a câmera!
O que será que há no mundo do glamour? E o bem-estar destas crianças?

AVATAR - International Teaser Trailer (HD)


Texto de Jefferson Santos
Acho que desde que sou gente é que gosto de filmes, claro que tenho preferência por alguns gêneros, todos! Não, não, não gosto de filmes de romance ou melhor ditos; “mela a cueca”. Já que é para tal efeito adoro um pornô, mas isso é outro caso e eu não vim até aqui para deixar as pessoas escandalizadas.

Gosto de um bom filme, com um balde de pipocas hummmm quentinhas, a evolução no meio cinematográfico é clara , e para dar fim a pirataria alguns directores e os respectivos estúdios lançaram filmes com o que há de melhor em termos de tecnologia, também é verdade que outros lançaram com o que a de pior no mercado. É o caso do filme; “ O sangue do último vampiro” , uma produção do mercado japones. É verdade sai de casa e fui até ao cinema para ver um filme japonês, vi o trailler e pareceu-me um bom filme boa qualidade nas imagens, idioma inglês, decidi arriscar e cai do cavalo. O filme é péssimo, não tem enredo e o pior de tudo são os efeitos.

Voltemos as coisas boas, na passada sexta-feira decidi ir novamente ao cinema desta vez fui assistir; “Final destination 4” no Brasil chama-se “Premonição” no caso deste filme, a historia, todos nos já sabemos, e não tenho o que falar sobre isso porque já sabia, o que me surpreendeu foi o facto do filme ser em 3D colocamos os óculos e vimos uma série de traillers cujo os filmes eram em 3D.

Prestem atenção em Toy Story, para quem gosta de desenho animado, e aqueles bonecos todos doidos.
“District 9” (não é em 3D)do realizador Peter Jackson o mesmo do King Kong, o filme retrata a luta de dois mundos humanos X alienígenas, tipo transformes etc… a historia parece interessante os efeitos esses sim espectaculares, para quem gosta do género também aconselho a assistir transformes eu vi os dois por isso sou assim um pouco suspeito para dizer qualquer coisa.

Chama-se “Avatar” do realizador James Cameron o mesmo do Titanic, a estreia esta prevista para Dezembro e pelo que eu vi o filme vai ser o melhor dos melhores em termos tecnológicos, imagens em 3D, decidi fazer este post e por trailler do filme vejam as imagens, de certeza que vocês não tem em um óculos 3D mas tenham a certeza de uma coisa, cinéfilo como sou digo; nunca vi nada assim.


quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Férias.

É verdade finalmente o descanso merecido, chega de stresse e pensar no trabalho, nos clientes, auditorias, datas de validade, chega! Estou de férias ou melhor estamos, parece mentira mas neste País onde é inverno durante 9 meses, temos que aproveitar cada dia de sol, até eu que não gosto muito de praia aproveito estes dias para relaxar ao sol, com o barulho do mar ao fundo!!!
Ando a trabalhar tanto para o bronze que estou com BROTUEJA no pescoço, credo!!!!

Está na hora de fazer algumas coisas que gosto, dormir até tarde, comer chocolate, beber copos e copos de vinho, afinal o natal vem ai, é verdade eu não vou a Stilleto comprar aquele sapato, nem tenho que me procupar assim com grandes presentes. O que me preocupa no Natal é ter que trabalhar até a 01hs da manhã, não ter direito a domingos, ter que aturar FDP até a última hora, tenho que descansar para o desgaste que me aguarda. Crise? Qual a crise? Eu não vejo! Só sinto no meu bolso.

O que eu mais gosto de fazer nas férias? HUMMM! Gosto de não fazer nada.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Tudo muda em 24 horas

Um dia eu reclamo que nada se move, no outro, sou capaz de perceber que a cada minuto sou alguém diferente. Esse alguém me irrita um pouco. Por exemplo: percebi que estava com mania de colocar os textos em 1º pessoa, coisa que não gosto. Na realidade o conceito é mais amplo, é como se você quisesse aparecer para dar alguma lição, passar algum ensinamento e meu, pára tudo! Não posso fazer isso!

Mudando de assunto. Abandonei meu emprego! Alguns dizem: “Você é louca!”, outros admiram minha coragem. Não sei o que me espera nas próximas 24 horas. Mas parece que nas 48 anteriores, desde que saí do emprego, muita coisa aconteceu. É como se você abrisse uma gaveta do seu cérebro e resgatasse nela, várias idéias e projetos que um dia pensou e que escreveu, mas ficou para sempre esquecida naquele caderninho de campo.

Como nessa vida nós não somos nada, hoje eu estou freelancer e confesso: é uma vida boa! Eu trabalho dentro do quarto, posso parar para tomar quantas xícaras de café eu quiser e posso parar para ver o Globo Esporte. Detalhe, ainda ganh$ mais!

É claro que seus pais parecem não entender muito. É como se não fosse muito sério, você lá, de pijama na frente do computador. Mas um dia eles entendem (eu espero!).
Bom, vamos mudar novamente de assunto: Não sei o que anda acontecendo, mas eu peguei raiva de algumas coisas. Sabe aquela música “Acho que te amava, agora acho que te odeio”, lembra? É isso que eu estou sentindo. Fiquei triste por desperdiçar tanta energia, tanto tempo... Sentimento é uma coisa meio rara e bonita demais para dar a alguém que não te percebe.

Outra mudança: Faltam menos de quatro meses para o Natal e pela primeira vez em muitos anos eu não terei um décimo terceiro. Isso me deixa preocupada, pois não é fácil passar em frente a Stilleto.

Também não é fácil chegar o Natal e não ter ninguém para presentear. Eu adoro dar presentes e esse ano não há alguém que eu possa dar. É claro que não to falando de família.

Tudo muda, na verdade não em 24 horas, mas em apenas 1 minuto.