Páginas

sábado, 12 de setembro de 2009

Who will be the next top model?

Bem há 3 dias na loja em que trabalho houve sessão fotográfica dos novos produtos para o site e catálogo. Os modelos eram 8 bebês. Claro, ninguém resisti aqueles olhinhos azuis, carinhas de anjo... enfim, tudo muito fofo! As mães estavam todas aceleradas, ofegantes e orgulhosas. Mas esta deslumbração durou pouco...
Os bebês estavam cansados de serem monitorados, e de repetir o mesmo. Quando um começava a chorar, outro começava logo após. Buúuuááááááá!!!!!!! Só berreiros vindos daquele armazém. E eu lá a suar, a trabalhar sozinha, a atender todos os clientes dando o meu melhor mas..., voltemos ao assunto em foco.
Uma mãe sobe as escadas (o armazém fica no piso inferior), com o seu bebê loirinho no colo e exclama:
- Zé Manel anda a se portar mal. Da próxima vez trago a Ritinha em vez de ti. O Zé Manel é um nabo sabes?!
O Zé Manel coitadinho dizia sempre que sim com toda a felicidade do mundo, sem saber o duplo sentido do nabo!
Mais mães subiram para a parte da loja, ofegantes e estressadas, pois as crianças nem queriam mais brincadeiras....
Bem, em geral, quando nos perguntam o que é trabalho escravo, ou trabalho infantil abusivo, o que nos vem à mente é o menininho miserável a trabalhar na roça, ou numa obra clandestina, ou como mineiros... Mas nunca nos questionamos sobre o trabalho de modelos infantis, quando são os pais a se beneficiarem com os lucros e/ou com os louros.
- Meu filho sai em muitos catálogos de roupa!
- Carolina olha pra cá filha. Carolina brinca. Carolina olha a câmera!
O que será que há no mundo do glamour? E o bem-estar destas crianças?

6 comentários:

Érika Pereira disse...

Nossa, você sempre me faz pensar no outro lado.
Imagino a sua cara na hora dessas fotos. Aquele Liliam pacifista, sempre lutando por um mundo melhor e mais digno!! rsrsrsrs

bjkssss

Liliam Silva disse...

Não, eu até me afastei pra não ter que dar uns estalos na cara daquela mãe louca e obsessiva! Eu sou pouco pacífica agora. Depende mt do meu estado de espírito!
É mais ou menos aquela frase: " Eu dou um boi para não entrar na briga, mas uma boiada pra não sair...". Acho que é mais ou menos assim....
Hehehehehe =)
But I´m good!

Jeff_Santos disse...

Abomino isso, não gosto de revistas de moda, é claro que acho lindo ver os bebes nas publicidades mas, penso que tudo isso seja abusivo. Os pais matam-se por concretizar um sonho de quem? De um bebe de 6 meses? Não gosto nem de falar.

Regina disse...

Isso me faz pensar que essas mães são umas frustadas. Querem expor seus filhos a experiências que elas próprias gostariam de viver. Um abuso do poder de mãe neurótica. Uma vez uma aluna minha estava frustada, pois teria que emagrecer uns 5 kg a pedido da agência, a menina era magra, com 9 anos e um corpo normal prá sua idade, a mãe até chorou com a notícia, pois queria a filha "brilhando". Anoréxica?? Tadinha da menina!!! Certamente entraria num mundo bobo, onde o que conta é a aparência ditada pela mídia. Atrofia-se o cérebro em busca de uma beleza inexistente.

Liliam Silva disse...

Tbm uma amiga minha passou por isso. Ela é loira, alta, mas tem muita anca, fez book, desfilou algumas x, mas dps a agência veio com um papo estranho por causa da anca dela que era larga. Aí ela disse: só se eu mandar serrar...
Esse mundo do glamour é um pisando no outro pra ser mais cool. E o k me choca são estas mães loucas que se esquecem que são apenas bebês, crianças... que querem brincar.

Érika Pereira disse...

Anca??? Seria traseiro? Isso é o que eu chamo de gírias idosas em amiga!!! rsrsrsrsrsr