Páginas

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

As aventuras de Firmina Dalva

Oi, meu nome é Firmina Dalva.

Eu sou uma gata linda dos olhos verdes que adora dormir em cima do guarda-roupa, beber água somente na torneira, nada de água no potinho, e gosto de cutucar minha dona quando ela está mexendo numa coisa chamada computador.

Como ela não me dá atenção, eu vou lá e cutuco mesmo com as minhas unhas enormes.

Minha dona me deu esse nome por causa de um livro que ela tava lendo e a personagem principal se chamava Fermina Daza. Aí ela adaptou e deixou Firmina Dalva. Eu não sei qual é o pior, mas tudo bem. Já acostumei. Eu mereço, né? Por causa de um livro ganhei esse nome horrível.

Ah, o nome do livro é “O Amor nos Tempos do Cólera”, de um tal de Gabriel García Márquez.

Eu sou uma gata muito inteligente também, sem querer me gabar, sabe? Eu gosto de ouvir Beethoven, Vivaldi, Billie Holiday e de ler os livros do Luiz Fernando Veríssimo.

Eu fico brava quando minha dona resolve se intrometer no mundo da música e decide tocar violão, quando ela compra minha ração errada, quando mexem na cabaninha que eu tenho no quintal, e quando decidem me enfeitar com umas coisas estranhas.

No Natal, por exemplo, me colocaram um laço horroroso e eu fiquei parecendo um pacote de bombom importado. Aí eu fiz uma cara bem feia e eles tiraram.

Fora essas coisas, eu sou um doce e adoro brincar. Um beijo e até a próxima!

4 comentários:

Cecilia Nery disse...

Que graça, Érika, a Firmina é linda e muito fofa. Quanto ao nome, achei bem original e bacana, ainda mais por se tratar de um personagem de Gabriel Garcia Márquez - maravilhoso.
As fotos dela ficaram lindas. Beijos!

Malu disse...

Ai que coisinha mais lindinha! Adorei as fotos e o texto!
beijo

Érika Freire disse...

Oi, meninas
Eu também adoro o nome da minha gatinha. Acho lindo! rsrs
Um beijo pra vocês e obrigada pela visita!

Liliam disse...

Coitada da Frmina... mas ela tem um ar de diabólica! Rsrsrsrs