Páginas

sábado, 26 de março de 2011

Patti Smith - “só garotos”

“só garotos”, livro da Patti Smith, é incrível! Visceral, belo, emocionante, triste, alegre. É um mergulho no que significa se entregar à arte. É um encanto. Um livraço!




Uma carta de Patti para Robert Mapplethorpe, retirada do livro:


“Sempre que estou na cama acordada me pergunto se você também está acordado na cama. Você está com alguma dor ou se sentindo sozinho? Você me tirou do período mais negro da minha juventude, dividindo comigo o mistério sagrado do que é ser artista. Aprendi a ver com você e nunca faço um verso ou desenho uma curva que não venha do conhecimento que consegui durante nosso valioso tempo juntos. O seu trabalho, oriundo de uma fonte fluida, remonta à canção nua da sua juventude. E você fala em ficar de mãos dadas com Deus. Lembre-se, aconteça o que acontecer, você sempre esteve segurando essa mão, aperte-a com força, Robert, não solte.

Na outra tarde, quando você dormiu no meu ombro, eu também cochilei. Mas antes pensei em dar uma olhada nas suas coisas e no seu trabalho e, passando por anos de trabalho na minha cabeça, vi que, de todos os seus trabalhos, você ainda é o mais bonito. O trabalho mais lindo de todos”.


Um comentário:

Neny disse...

Pelo o que você falou do livro ele é maravilhoso, e esse trecho traduz muito o que penso em relação que devemos parar de dá nomes aos sentimentos e deixar se preocupar em classificar os relacionamentos.
bjos