Páginas

segunda-feira, 25 de abril de 2011

UrbanARTE - Um espaço para discussão & performances da arte contemporânea

Gente, vai rolar um evento supimpa e ainda gratuito. Saca só:




A arte contemporânea é tema do UrbanARTE, iniciativa do Instituto Artefato Cultural (www.artefatocultural.com.br) em parceria com o Fórum da Cidadania e Cultura  (www.forumdacidadania.org.br) e a Revista Pausa (http://revistapausa.blogspot.com). O evento inaugural ocorre no dia 27(quarta-feira), sempre às 20h, na sede do Fórum (Avenida Ana Costa, 340, Campo Grande,) com a presença do arquiteto e professor de História da Arte Egydio Colombo Filho e da artista plástica e professora Márcia Santtos, idealizadora do Estúdio Valongo. O tema será Artes Plásticas Hoje. A entrada é gratuita.

Toda última quarta-feira de cada mês o UrbanARTE promoverá um espaço para discussão da arte contemporânea, apresentando seus procedimentos, desafios e rupturas. Artistas discutirão uma linguagem (dança, música, literatura, teatro, etc) e, em seguida, apresentarão uma pequena performance para fazer “aparecer” as criações após a exposição de seu método pelo artista. O objetivo é atualizar na cidade as discussões sobre produção artísticas em âmbito local e global, levando em conta seus diálogos e influências, debater as tendências da arte, valorizar e difundir o trabalho de pesquisa realizado pelos artistas na Baixada Santista.

O evento tem curadoria da jornalista, produtora e pesquisadora cultural, doutoranda em cultura e comunicação Márcia Costa, do Instituto Artefato Cultural. A mediação ficará a cargo do escritor e agitador cultural Flávio Viegas Amoreira, que fará o papel de provocador frente às amplas questões que abrandem o universo artístico.

A divulgação e o registro do evento ocorrerão a partir da utilização do equipamento áudio-visual do Ponto de Cultura do Fórum da Cidadania e Cultura. O registro do evento também se dará pela fotografia. Com isso, pretende-se inserir a comunidade na discussão sobre arte, assim como a imprensa que cobre cultura.


Artes Plásticas Hoje

Na abertura do UrbanARTE Egydio Colombo vai falar sobre a arte na contemporaneidade, suas tendências, além de abordar seu amplo trabalho de pesquisa e registro da História da Arte, que desenvolve há décadas. A coleção doada por ele ao Museu Paulista da USP (o Museu do Ipiranga) integra a exposição “Papel de Bala”, cuja repercussão internacional levou à sua prorrogação até maio. Das 5.266 embalagens de balas, chicletes, pirulitos e chocolates de uma coleção doada por Egydio Colombo Filho em 2003, 206 foram selecionadas para a mostra.
Mestre em Artes Visuais, arquiteto pela Faculdade de Arquitetura da USP, tem especialização em Museologia também pela USP e foi diretor do Museu Estadual de São Luis do Paraitinga. Em São Paulo é professor de Estética, História da Arte e coordena o curso de pós-graduação em História da Arte da Universidade de Guarulhos.
A vasta experiência de Egydio é fruto principalmente do contato direto com originais de grandes artistas, espalhadas por centenas de museus e instituições culturais no mundo, além do mergulho na bibliografia sobre o tema, seja no ambiente acadêmico ou até mesmo em casa, nas horas de lazer. Todo esse conhecimento é compartilhado semanalmente com os alunos do Ciclo de Estudos sobre Estética e História da Arte, na Pinacoteca Benedicto Calixto, em Santos pela Campo Visual – Difusão de Cultura, empresa que Egydio e Nelson Pirotta dirigem. A idéia é implantar em Santos um projeto de difusão cultural mais amplo, proposta que será explanada por Egydio durante o UrbanARTE.
A artista plástica, arte educadora e pesquisadora na área de gravura Márcia Santtos vai apresentar e falar sobre sua obra, premiada e reconhecida internacionalmente. Também vai abordar a atuação do Estúdio Valongo, um espaço associativo de Artes Visuais localizado no centro histórico da cidade de Santos onde ocorrem exposições, debates, cursos e práticas de ateliê livre.
Outro tema será a Bienal Internacional de Gravura – Santos 2011, que ocorrerá entre 5 de maio a 5 de junho de 2011 na Pinacoteca Benedito Calixto em Santos, evento da qual Márcia participa como organizadora.

Mestra em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, Márcia leciona desde 1986 no curso de Artes Visuais da Unisanta onde é docente nas disciplinas de Gravura e Desenho. É a responsável pelo trabalho do Grupo Gravura Mariana Quito da Secult e artista residente do Estúdio Valongo ambos na cidade de Santos – SP.

A artista especializada em gravura vem se dedicando à produção de arte e à pesquisa na área de gravura sobre materiais não convencionais como o policarbonato.  Como artista plástica participou de exposições coletivas por todo o Brasil e individuais no Museu da Gravura Brasileira, Bagé – RS, Museu Olho latino, Atibaia, etc. No exterior expôs em Portugal, diversas cidades do Japão, Alemanha, Porto Rico, Estados Unidos, Itália, França, Espanha, Republica da Macêdonia, Argentina, Polônia, dentre outros.

Suas gravuras estão em acervos como: Fundação Lemos Brito – São Paulo, Museu do Estado – Pernambuco, Museu Postal e telegráfico – Brasília, Phillips do Brasil – São Paulo, Museu da Gravura Brasileira, Bagé – RS, Kanagawa e Yokusuka Gallery– Japão, Instituto de Cultura Puertorriquenã – Porto Rico, Universidade de Funchal – Portugal, Le Parc Maurice Rocleteau de Revin – França, Itimuseum – Argentina, Tama Art University Museum – Japão, Karlonoskie Museum – Polonia, etc. Para conhecer a obra da artista, visite http://sites.google.com/site/marciasanttos

Nenhum comentário: