Páginas

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Vick Cristina Barcelona

Finalizei o domingo com Vick Cristina Barcelona, coisa belíssima de Woody Allen. O filme não comprometeu minha semana, e sim a vida inteira. Isso porque me fez pensar que, tudo bem, cada um com as incompletudes. Mas, por favor, cada um que cuide das suas, né não? Porque, cá entre nós, as nossas já nos dão tanto trabalho. E, sim, sempre estaremos insatisfeitos, então, por favor, paremos de buscar esse tal  momento ideal e extraordinário na vida. Pelo menos só por hoje.


sábado, 24 de setembro de 2011

Rota Literária - Passeio Poético pelo Porto de Santos

Embarque nesse evento que mistura turismo e literatura (domingo, 02 de outubro)




A bordo de uma escuna, visitantes e moradores de Santos irão repetir no domingo (02 de outubro) o trajeto de poetas que chegaram ao porto, como Pablo Neruda, Elizabeth Bishop e Blaise Cendrars. Estes grandes nomes da literatura têm algo em comum: todos eles deixaram sobre o maior porto da América Latina impressões que serão revividas no “Rota Literária”, um passeio em que duas atrizes encenam trechos de poetas que abordam o porto e a cidade de Santos, que volta ser encenado a partir das 11 horas, dentro da programação de Turismo do Sesc Santos.

O passeio literário sai da ponte Edgar Perdigão, na Ponta da Praia. As vagas na escuna são limitadas. As inscrições devem ser feitas na Central de Atendimento do Sesc Santos. Informações pelo telefone (13) 3278-9800.

No palco navegante, as atrizes Marisa Matos e Cláudia Nascimento, da Cia Periscópio de Arte, fazem as vezes de guias em um passeio que intercala paisagens e letras pelo canal do estuário. Não poderiam também faltar ao passeio menções às obras de escritores de Santos como Roldão Mendes Rosa, Rui Ribeiro Couto e Narciso de Andrade ou dos contemporâneos Madô Martins, Flávio Viegas Amoreira, Ademir Demarchi e Alberto Martins.

O texto é baseado nas pesquisas do jornalista Alessandro Atanes, mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) com uma dissertação sobre os textos de ficção que tem o porto de Santos como cenário. São dele também as versões musicadas dos poemas que serão apresentadas durante a rota e a trilha que acompanha os poemas interpretados. A produção e direção geral são de Márcia Costa, do Instituto Artefato Cultural, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – Oscip – voltada para a produção cultural.

A ideia de reunir passeio e poesia é apresentar um panorama de cenas literárias escritas ao longo dos últimos 100 anos sobre o porto de Santos. A escolha da escuna se deve ao fato de que o passeio pelo estuário é uma das últimas formas de conhecer o porto livremente, ao contrário dos acessos por terra, cada vez mais controlados. Desta forma, a Rota Literária contribui para a integração porto-cidade através da produção artística, tornando o porto de Santos mais familiar tanto para moradores da cidade como para turistas.

Outro objetivo da produção é colaborar para promover Santos como destino de turismo literário – a exemplo do que ocorre com Cordisburgo, cidade mineira onde nasceu João Guimarães Rosa que promove uma série de eventos em torno da obra do escritor. “Santos tem uma tradição literária e uma série de autores contemporâneos reconhecidos nacional e internacionalmente, sem contar que por causa do porto passaram por aqui nomes como Neruda e Elizabeth Bishop. Não aproveitar essa matéria-prima, tanto no turismo como em eventos literários, é um desperdício”, avalia Atanes.

A proposta do Artefato Cultural é transformar o passeio em um roteiro turístico da cidade, contínuo, tanto para moradores de Santos quanto para quem visita a cidade. Para isso, o Artefato Cultural está aberto às empresas que queiram patrocinar o projeto por meio de incentivos fiscais.

A primeira saída da escuna literária ocorreu no ano passado, como parte da programação do seminário “Literatura: por quê? Desafios na Formação de Leitores”, realizado pelo Sesc Santos em maio de 2010. Em julho, o grupo adaptou o “Rota Literária” para o palco, com uma apresentação no auditório do próprio Sesc, com cenário, luzes e a adição de mais um instrumento, o piano, interpretado por Tarso Ramos. “Cada uma de sua maneira, as duas versões, escuna e palco, contribuem para divulgar a poesia escrita em e sobre nossa cidade”, completa o autor.



Serviço:

Rota Literária: um passeio poético pelo porto de Santos

Horários, datas e preços

Dia 25/09: 11 horas, saída na Ponte Edgard Perdigão, Ponta da Praia

(Comerciário, R$ 37,00; usuário, R$ 43,00; e público geral, R$ 56,00).

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Caipiranet

Estava lendo o blog de um amigo e fiquei encucada. Ele dizia que uma colega de trabalho havia brigado com ele porque ele disse que seu iPhone era melhor que o Blackberry dela. Aí meu amigo reclamava que a moça estava sem falar com ele e emendou: “Depois são os donos de iPhone que são fanáticos. E ela só usa o celular pra conversar e mandar mensagem”.

Sem pestanejar, soltei toda minha indignação na caixa de comentários: “O que você tem contra as pessoas que só usam o celular pra conversar e mandar mensagem?”

Poucas horas depois, conversava com uma colega jornalista no MSN e ela pedia o LINK do meu currículo para um freela. Aí eu falei: “Ok, eu mando, mas pode ser pelo Word, porque não tenho online?”

E ela: “Pode, mas vê se cria um, porque hoje em dia é mancada”

Lá estava eu preocupada outra vez. Será que sou um dinossauro? E olha que vivo tirando sarro de uma prima porque ela não sabe usar o Twitter direito, não abre emails e fica constantemente offline, dificultando a comunicação rápida e direta.

Olha, eu me viro muito bem na internet, mas não sou uma compulsiva por novidades. Só agora, por exemplo, é que tenho usando mais o Facebook e isso aconteceu por obrigação. É que, de repente, o Twitter não é mais o mesmo e todo mundo parece ter migrado para o Facebook.

Devo estar usando o Google Reader há apenas três meses e fiquei realmente fascinada com a praticidade. Pois é, eu me deslumbro com coisas que já foram lançadas há "dois meses" e que já "caíram em desuso” pelo povo.

Torci pelo Orkut, mas minha luta em vão. Achava disquetes revolucionários e hoje a gente nem encontra mais pra vender. Isso me faz pensar que essa rapidez da tecnologia não é nada democrática. Ora, deixa eu ficar sozinha lá no Twitter, que que tem? E se eu quiser guardar meus arquivos no disquete? Qual é o problema?

Beleza, posso até abrir mão de tudo isso, mas meu Nintendo ninguém tira.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Novo mundo


Cansei de aguardar a inspiração chegar e decidi atirar indecisões pela janela. Logo, um tornado de soluções apareceu me fazendo companhia naquela noite acinzentada.


Já não compartilhava mais minhas dores e me sentia responsável pela primeira vez, sem medo de ser acometida por ilusões. Quando uma dor se esvai, vem a calmaria de um coração vazio e logo uma sensação de morbidez. Parece que se está morto. Mas para se entrar em um novo planeta, é preciso morrer aqui. A gente se despe das inquietudes e se lança como se fosse um outro alguém. A certeza de que não vai errar é nula, mas se erra de outro jeito.

Deixar as tolices de lado é impossível, mas viver com as próprias tolices é melhor. Porque se nota que o tempo perdido foi com as bobagens do outro.

Pega sua cara de volta, seu cheiro, sua preferência e faz uma mala bem grande. Nada pode faltar no novo mundo.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Livro – Concurso Conto Vidas


O livro coletivo de contos, resultado de um concurso literário realizado pela blogueira Elaine Gaspareto ficou pronto. O livro contém os textos selecionados, mais quatro nunca publicados. Esses nunca publicados são de quatro autores que tiveram maior número de votos. Eu sou um deles, por isso, tenho dois textos dentro do livro. (Mais um motivo para você comprar, né? hehe)

A Elaine abriu semana passada a pré-venda dos exemplares e quem quiser já pode colaborar com a galera comprando um, dois, três, quantos quiser.

O lançamento será dia 15 de setembro de 2011, mas como está na pré-venda, tem promoção!

Veja como comprar:


Envie um email para elainegasparetoparada@gmail.com informando quantos exemplares deseja, seu nome completo e seus dados para envio. Você vai receber um email com os dados bancários para efetuar o pagamento e depois é preciso enviar para a Elaine o comprovante de pagamento. Só isso. O resto ela resolve.  

O valor de cada exemplar é de R$21,90 + frete. O valor aproximado do frete é de 3 reais.

Promoção: Quem comprar agora, na pré-venda e encomendar mais de 1 exemplar o frete é grátis.
Forma de pagamento: depósito bancário em conta ou transferência eletrônica.

Depois de efetuado o seu pedido e confirmado o pagamento seu livro será enviado ao seu endereço. Se for mais de 1 exemplar o frete é gratuito! O lançamento será dia 15 de setembro de 2011, então seu livro estará em suas mãos, caso encomende-o na fase de pré-venda, em no máximo 4 dias, ou seja, até o dia 19 de setembro. Mas é preciso fazer seu pedido já para podermos manter o valor e o frete zero (acima de 1 exemplar).

Gente, quem tiver alguma dúvida pode clicar aqui e ler todos os detalhes.

Obrigada a todos que votaram no meu conto. Graças a vocês, ganhei o direito de ter mais um texto dentro do livro. MUITO OBRIGADA! 


***
PS: Eu participei de outro concurso realizado pela Incult e Clube dos Autores e meus textos ficarão entre os selecionados. Sinto um cheiro de sorte ultimamente. A verdade é que isso me dá um ânimo para continuar me intrometendo no meio da literatura.  

domingo, 4 de setembro de 2011

Leitor, fiel leitor


Ler: olhar atentamente para entender o significado; pronunciar em voz alta; revisar; interpretar mentalmente; prever.
O dicionário precisa se apropriar da exatidão e ausência de sentimentos para definir um... clique aqui e continue lendo.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011