Páginas

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Caipiranet

Estava lendo o blog de um amigo e fiquei encucada. Ele dizia que uma colega de trabalho havia brigado com ele porque ele disse que seu iPhone era melhor que o Blackberry dela. Aí meu amigo reclamava que a moça estava sem falar com ele e emendou: “Depois são os donos de iPhone que são fanáticos. E ela só usa o celular pra conversar e mandar mensagem”.

Sem pestanejar, soltei toda minha indignação na caixa de comentários: “O que você tem contra as pessoas que só usam o celular pra conversar e mandar mensagem?”

Poucas horas depois, conversava com uma colega jornalista no MSN e ela pedia o LINK do meu currículo para um freela. Aí eu falei: “Ok, eu mando, mas pode ser pelo Word, porque não tenho online?”

E ela: “Pode, mas vê se cria um, porque hoje em dia é mancada”

Lá estava eu preocupada outra vez. Será que sou um dinossauro? E olha que vivo tirando sarro de uma prima porque ela não sabe usar o Twitter direito, não abre emails e fica constantemente offline, dificultando a comunicação rápida e direta.

Olha, eu me viro muito bem na internet, mas não sou uma compulsiva por novidades. Só agora, por exemplo, é que tenho usando mais o Facebook e isso aconteceu por obrigação. É que, de repente, o Twitter não é mais o mesmo e todo mundo parece ter migrado para o Facebook.

Devo estar usando o Google Reader há apenas três meses e fiquei realmente fascinada com a praticidade. Pois é, eu me deslumbro com coisas que já foram lançadas há "dois meses" e que já "caíram em desuso” pelo povo.

Torci pelo Orkut, mas minha luta em vão. Achava disquetes revolucionários e hoje a gente nem encontra mais pra vender. Isso me faz pensar que essa rapidez da tecnologia não é nada democrática. Ora, deixa eu ficar sozinha lá no Twitter, que que tem? E se eu quiser guardar meus arquivos no disquete? Qual é o problema?

Beleza, posso até abrir mão de tudo isso, mas meu Nintendo ninguém tira.

5 comentários:

Lufe disse...

KKKKKKKKKK

Eu ate tenho celular de ultima geração, pois a epresa de telefonia quase nos da de graça. Mas so uso para telefonar e mandar raras mensagens. Inclusive só atendo se for numero conhecido. Sou um dinossauro? Que se dane!
Preservo minha privacidade.
Tenho tuiter, face, orkut e outras coisas mais. Não uso nenhum deles.
Acho meio chato. Não me interessa a hora que as pessoas vão ao banheiro ou ao salão de cabelereiro.....
Utilizo das modernidades, mas preservando minha sanidade.....rsrs
Por isso prefiro o blog, acho mais humano e real.
Estou com você, não troco o Nintendo por nada....rsrs

bjos

Palavras Vagabundas disse...

kkkkkk
Sempre falo pra mocinha da Claro, não quero nada disso, me basta que o celular fale! O engraçado é que eu tenho tanto ponto que eles só faltam me carregar no colo,rs
Das mídias sociais não tenho nenhuma, acho a maior invasão de privacidade e não quero minha vida espalhada por aí, me basta o email e o blog. Sou antiquada, eu sei!
bjs
Jussara

Cecilia Nery disse...

É, Érika, eu também sempre estou correndo atrás, quando descubro as novidades elas já estão ultrapassadas.
Celular para mim é só para mandar mensagens e receber ligações; Orkut ainda uso e gosto, ponto. Face só por obrigação porque todos meus amigos estão lá. Twitter gosto também. Mas o que me mantém viva é o Blog, onde posso escrever o que gosto e quero. Essas outras novidades ainda não estou a par - tumbir, não me aventurei; Google Reader também não; currículo on-line, não tenho; tablet, quem sabe um dia; notebook, quero comprar. Às vezes me sinto à margem, mas quando vejo tantos escritores que não tem nem aí para a internet então me consolo.
Os tempos estão mudando e a gente tem de se adaptar e até acaba se adaptando. Não se sinta sozinha. Bjs.

Malu disse...

Posso dizer que nesse mundo virtual sou um dinossauro assumido. Uso apenas o que me interessa, o que é muito pouco, e não me importo por estar fora de moda. Ainda bem que o meu trabalho não depende disso... Posso continuar imune a essa pressão toda, adotando as mundança de acordo exclusivamente com o meu interesse - quando adoto. Legal saber que existem outros rebeldes.
beijos

Gabriella Mancini disse...

Hahha, sou do seu tempo, duas dinossauras. Mas relaxa que isso é só até ficarmos famosas. O Woody Allen, por exemplo, pra citar dois posts acima, escreve ainda em máquina de escrever e todo mundo acha o máximo, humpf.