Páginas

sábado, 24 de setembro de 2011

Rota Literária - Passeio Poético pelo Porto de Santos

Embarque nesse evento que mistura turismo e literatura (domingo, 02 de outubro)




A bordo de uma escuna, visitantes e moradores de Santos irão repetir no domingo (02 de outubro) o trajeto de poetas que chegaram ao porto, como Pablo Neruda, Elizabeth Bishop e Blaise Cendrars. Estes grandes nomes da literatura têm algo em comum: todos eles deixaram sobre o maior porto da América Latina impressões que serão revividas no “Rota Literária”, um passeio em que duas atrizes encenam trechos de poetas que abordam o porto e a cidade de Santos, que volta ser encenado a partir das 11 horas, dentro da programação de Turismo do Sesc Santos.

O passeio literário sai da ponte Edgar Perdigão, na Ponta da Praia. As vagas na escuna são limitadas. As inscrições devem ser feitas na Central de Atendimento do Sesc Santos. Informações pelo telefone (13) 3278-9800.

No palco navegante, as atrizes Marisa Matos e Cláudia Nascimento, da Cia Periscópio de Arte, fazem as vezes de guias em um passeio que intercala paisagens e letras pelo canal do estuário. Não poderiam também faltar ao passeio menções às obras de escritores de Santos como Roldão Mendes Rosa, Rui Ribeiro Couto e Narciso de Andrade ou dos contemporâneos Madô Martins, Flávio Viegas Amoreira, Ademir Demarchi e Alberto Martins.

O texto é baseado nas pesquisas do jornalista Alessandro Atanes, mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) com uma dissertação sobre os textos de ficção que tem o porto de Santos como cenário. São dele também as versões musicadas dos poemas que serão apresentadas durante a rota e a trilha que acompanha os poemas interpretados. A produção e direção geral são de Márcia Costa, do Instituto Artefato Cultural, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – Oscip – voltada para a produção cultural.

A ideia de reunir passeio e poesia é apresentar um panorama de cenas literárias escritas ao longo dos últimos 100 anos sobre o porto de Santos. A escolha da escuna se deve ao fato de que o passeio pelo estuário é uma das últimas formas de conhecer o porto livremente, ao contrário dos acessos por terra, cada vez mais controlados. Desta forma, a Rota Literária contribui para a integração porto-cidade através da produção artística, tornando o porto de Santos mais familiar tanto para moradores da cidade como para turistas.

Outro objetivo da produção é colaborar para promover Santos como destino de turismo literário – a exemplo do que ocorre com Cordisburgo, cidade mineira onde nasceu João Guimarães Rosa que promove uma série de eventos em torno da obra do escritor. “Santos tem uma tradição literária e uma série de autores contemporâneos reconhecidos nacional e internacionalmente, sem contar que por causa do porto passaram por aqui nomes como Neruda e Elizabeth Bishop. Não aproveitar essa matéria-prima, tanto no turismo como em eventos literários, é um desperdício”, avalia Atanes.

A proposta do Artefato Cultural é transformar o passeio em um roteiro turístico da cidade, contínuo, tanto para moradores de Santos quanto para quem visita a cidade. Para isso, o Artefato Cultural está aberto às empresas que queiram patrocinar o projeto por meio de incentivos fiscais.

A primeira saída da escuna literária ocorreu no ano passado, como parte da programação do seminário “Literatura: por quê? Desafios na Formação de Leitores”, realizado pelo Sesc Santos em maio de 2010. Em julho, o grupo adaptou o “Rota Literária” para o palco, com uma apresentação no auditório do próprio Sesc, com cenário, luzes e a adição de mais um instrumento, o piano, interpretado por Tarso Ramos. “Cada uma de sua maneira, as duas versões, escuna e palco, contribuem para divulgar a poesia escrita em e sobre nossa cidade”, completa o autor.



Serviço:

Rota Literária: um passeio poético pelo porto de Santos

Horários, datas e preços

Dia 25/09: 11 horas, saída na Ponte Edgard Perdigão, Ponta da Praia

(Comerciário, R$ 37,00; usuário, R$ 43,00; e público geral, R$ 56,00).

Um comentário:

Lufe disse...

Que delicia de projeto.
Espero que consiga se fazer permanente.Só teremos a ganhar....

bjo