Páginas

domingo, 6 de novembro de 2011

Não-aniversário

Adoro comemorar aniversário. Dos outros. No meu dia, fico assim, esquisita como se não houvesse o amanhã. Sei que pareço exagerada, mas é como se a gente se aproximasse mais da morte. Fica um vazio, uma sensação de planos que ficaram para trás. Mas isso é só no dia.

Depois, passa e vejo que tudo é bobagem, eu sei. O excesso de afazeres e planos tornam a vida impossível de não ser querida e festejada. Mas o dia do aniversário definitivamente não combina, para mim, com bolo, salgadinhos e brigadeiros. Parece que sempre sai tudo errado. Fica uma comilança desmedida. Uma alegria meio vazia.

Ainda bem que há o outro dia, onde tudo passa e você pode esquecer que ficou mais velha, ou mais experiente. Pode comemorar os outros 364 dias. Pode renovar os votos, mesmo sem ser Ano Novo. Pode fingir que a idade é apenas um registro. Pode comer bolo, brigadeiro e salgadinho e não ligar para a fartura. O gosto fica até melhor quando o motivo não é o seu aniversário.

Desculpe, mas não gosto do dia do meu aniversário. Acho que nunca gostei e, no fundo, nem eu entendo, apesar de todos os motivos que citei. Já desisti de entender. O que vale é o que fica depois. As alegrias sem motivo, aliás, são as mais saborosas.

8 comentários:

WANESSA ALVES disse...

Feliz aniversário!! (atrasado)
Tudo de bom para você. Vamos bebemorar... temos 363 dias ainda, até o próximo niver rs.
Beijos

Érika Freire disse...

Obrigada, Wanessa. O nosso bar nunca dá certo, heim?! rsrsr

bjs

Jeff Santos disse...

É engraçado eu também não sou um grande fã do meu dia. Fico mesmo deprimido..... Hummmm acho que vamos precisar de terapia.

Érika Freire disse...

Que bom saber isso. Me sinto mais normal! hehe

Liliam disse...

Sinto o mesmo. Ultimamente tenho marcado férias para esta data e me concentro nas novidades a volta. este ano foi um dia chuvoso em Barcelona, mas que a noite aproveitei mais. Jantei paella com um vinho horrível com um amigo. O restaurante era agradável com mts posters de arte e teatro. Dps fui dançar num barzito apertado. O ano passado foi deprê total. Viajei sozinha para Londres. Aproveitei bem o dia, mas a noite jantei sushi no quarto do hotel e bebi um vinho péssimo da Califórnia. Chorei e acabei dançando Ke$ha e Madonna...enfim...

Érika Freire disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Amigos, que bom saber que não estou sozinha nessa causa.
Liliam, você deu uma boa ideia: viajar sozinha no dia do aniversário. Super reflexivo e, já que a gente não gosta, não vai se importar de passar o dia sozinha. Eu não me importaria. Aliás, adoro meus momentos só. bjokss e, por favor, volte sempre. Você tava sumida. Saudades!

Gabriella Mancini disse...

Felicidades! (Apesar do desejo atrasado, é sincero). Eu adoro comemorar meu aniversário, pareço criança. Mas entendo quem não goste. Só não pense que nos aproximamos mais da morte: estamos é aproveitando um pouco mais da vida. Bj

Érika Freire disse...

Tem uma prima que também adora. Eu acho bacana quem gosta e faz toda uma programação. E adoro poder participar da festinha rsrs bjokss