Páginas

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O que ela tem feito


Tem se jogado nas palavras, buscando frases aleatórias nos textos alheios. Dirigido para se acostumar com as marchas, aprendendo a subir montanhas. Jogado dominó e rindo do suicídio social que vem cometendo. Andado por bares para encontrar sorrisos, lendo o mundo com os olhos de ontem.


Tem ouvido blues nas tardes chuvosas, feito café em demasia e se exercitado com freqüência. Procurado histórias para contar para si. E tem se lembrado da importância de renovar votos. Buscado coisas simples no meio do caos. Procurando mil tarefas ao mesmo tempo.

Esses dias questionaram suas escolhas e ela ficou pensando com sorrisos na mente. Tinha feito tudo certo e isso lhe trazia tranqüilidade. E traz porque ela ainda busca. Tentaram negá-la e não permitiu. Tem escolhido roupas que deixou pra trás e recuperado livros esquecidos.

Há sonhos que se aquietaram e achou melhor assim. Tem mudado de canal e de estação. Buscado o frio no meio do verão. Tem escolhido a poesia para renovar a prosa. Sentido mais esperança. Compartilhado mais o seu pensamento.

Tem buscando quem se soltou de sua mão. E tentado sentir menos vergonha. Caminhado por avenidas solitárias. Escrevendo em mesas de bares, reencontrando idéias e camisas da cor azul que ficaram perdidas. Tem sido dura, cruel e dócil. Tem misturado vivências e é assim que deve ser.