Páginas

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Ella na cozinha


Ninguém sabe da barreira que existe aqui dentro
Hoje, acabei com ela
Prometo ir ainda mais fundo
Assim que ele chegar na noite de primavera
Sem flores na mão
Apenas desejo no coração e vontades
Liberto das agonias e alegre como uma blusa azul
Não demora porque o tempo já foi cruel
Paciência. Tive que aprender 
Aprendi também a tecer memórias futuras 
Sem ter vivido na pele
Sem ter doído de fato
Falta pouco para escrever junto com você
Falta pouco para aquele café que me prometeu coar
Na cozinha cinza e cheia de vida
Vou escolher uma música, Ella, tudo bem? 

Nenhum comentário: