Páginas

quarta-feira, 5 de março de 2014

Amélie e o café mais esperado em Paris


Rua Lepic, 18º arrondissement. Neste endereço de Paris está o Café Des 2 Moulins, um dos cenários do filme “O Fabuloso Destino de Amèlie Polain”. A personagem trabalhava neste estabelecimento que hoje virou ponto turístico. Isso para quem gosta do filme-fofinho. Como eu adoro, iniciei meu roteiro do dia 23 de janeiro, quinta-feira, penúltimo dia na cidade, por Montmartre.

Na famosa região artística e boêmia de Paris eu veria: a basílica de Sacré Coeur, várias coisitas de Salvador Dali, inclusive um museu, o Moulin Rouge e o Café Des 2 Moulins. Antes disso tudo, pude observar os diversos artistas de rua que te chamam para uma caricatura, as inúmeras barraquinhas com artesanatos bem bonitos e todo o bairro que é já é uma bela experiência.

Muito bem... mas o “café da Amèlie”, para um tanto de decepção, não encontra-se exatamente da mesma forma como no filme. Pelo menos para mim, ele pareceu bem menor e a tabacaria onde a personagem hipocondríaca Georgette trabalhava não existe mais.

O proprietário poderia cobrar bem mais caro por conta do local ter se tornado famoso. Mas não. Os preços são bem acessíveis e a gente acaba tendo que dividir a mesa com outras pessoas, já que está sempre cheio. Nesta quinta-feira (23), o café estava bem tranquilo. Nada de mesinhas do lado de fora e, dentro, havia ainda alguns lugares disponíveis. Tudo bem sussa.

Depois de tirar umas fotos, sentei e um garçom me ofereceu dois menus, um em inglês e outro em francês. Estava louca por um café, já havia tomado vários, mas esse tinha todo um simbolismo. Para ficar um pouquinho mais naquele ambiente tão gostoso, pedi uma sobremesa que estava uma delícia.


Me despedi de Amèlie e segui para o cemitério Père Lachaise. Era chegada a hora de fazer um turismo mórbido, queria visitar os túmulos de Oscar Wilde e Jim Morrison. 






Nenhum comentário: