Páginas

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ausência

Fiquei parada por horas
Com música triste
Li alguns poemas, dos outros
Os que fiz pra ti, de nada serviram
Coloquei minha ausência ao lado da sua
E os dois solitários
Ainda estão e deverão ficar
Sentindo saudades como bobos
E morrerão enforcados pelo orgulho
E falta de coragem

Nenhum comentário: