Páginas

domingo, 19 de outubro de 2014

No turbilhão de ideias, nas planilhas, anotações sobre os próximos passos, na lista de entrevistados e transcrições... Bem no meio das minhas inúmeras tarefas, eu te vejo. É a pausa, o suspiro leve que me arranca um sorriso bobo. Abro a janela para deixar entrar o cheiro da chuva, tão bem vinda.
Ontem, aflição, nervosismo, ansiedade. Hoje, calmaria, brisa, esperança. O mundo tem que ficar em cores, porque somos muito mais do que gente que vomita regras. E eu suspiro aliviada por estar a quilômetros de distância disso tudo.
Continuo curiosa, firme. E confiando... em ti. Em mim.

Please, aperte o play :)



Nenhum comentário: