Páginas

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Vem logo, porque tá osso!

Quase que diariamente, eu pergunto... por que a vida separou tanto essa história?
Essa nossa história que teria dado tanto certo, eu sei que sim.
Pare de colocar a culpa nos atrasos. Só o hoje basta. A gente só precisa de mais coragem, menos fricote.
A gente precisa se ficar mais, um no outro. Sem receio do futuro. Sentindo nossos cheiros.
Queria te pedir uma coisa bem séria. Para de ficar falando de horas. De tempo que corre. Sempre sei quando já está tarde, mas quer saber? Eu não estou nem aí.
Eu também acordo cedo, trabalho como todo mundo. Mas não tenho coragem de terminar conversas. Não sou dessas de encerrar. Pelo contrário, sempre me falta mais de ti. Você sempre sai me deixando em vazios.
Você nunca é suficiente. Vem, deixa um rastro e se não corro ele some sem deixar pistas. E eu sofro quase sempre calada, quase sempre sem poder compartilhar o quanto ainda dói. Mas essa coisa de você ficar só na metade não está legal. Não tem que ser apenas quando você quer, quando pode.
De preferência. A mim.
Você me chama de convencida, eu sei.
Mas eu costumo trazer entardeceres. Dedicação e dedicatórias... Poemas.
Quem mais poderia te eternizar em palavras? Precisa de sentimento pra isso.
Acredite no meu.

Ao som de:


Nenhum comentário: