Páginas

terça-feira, 5 de janeiro de 2016


Cliente que some
IPVA que chega
Nota fiscal que complica
Gente que não liga
Boca que não beija
Abraço que não se prolonga
Ignorância que só cresce
Proposta sem resposta
Gente fria, calculista
Oportunidade que não abre
Porta que só fecha
Campanha que sai do ar
Tem o Google pra te arrastar
Tem o mercado pra degringolar
Tem dúvida que paira no ar
É a estampa que borra
A camiseta que fica curta, larga, apertada
A poesia que ficou entalada
Uma vontade de dar um tapa bem dado, na cara
Soco no estômago pra ver se acorda
É a balança que não se mexe
A vontade do chocolate que cresce
A mão que nunca ampara
E olha que só é a primeira semana
E já está toda essa bagunça insana

Nenhum comentário: