Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2016


Separei alguns poemas depois de tantos anos de blog.
Talvez eu faça um livro de forma independente, talvez um ebook….
Foi interesante me dedicar a uma tarefa que estava adiando ha tanto tempo.
Alguns eu excluí da minha futura coletânea e o mais impressionante foi ver um pouco da minha mudança, o cuidado com o texto, a palavra escolhida. O tema, nao tem jeito, a solidao, o amor… ou a ausencia dele.
Os mais interessantes pra mim sao os atuais, de tres anos para cá. Foi como se notasse um crescimento no sentir e que, claro, influenciou minha escrita.
Sabe o que lamento? Hoje ganho a vida (também) escrevendo, mas isso tem sido tao exaustivo que é como se estivesse me bloqueando. Quando chega o final do dia, tudo que nao quero é escrever… quero sentar com um livro e beber um vinho. Agora sou dessas que tem livro digital ( eu me rendi), mas confesso que estou amando.

Depois de uma semana ensadecida, essa também nao comecou do jeito que gostaria. Por isso eu sigo bebendo vinho, pensando nele, pensando nas poesías que nao vao para o papel… eu ando tao no mundo da lua que precisei colocar esse texto aquí no blog, porque esqueci a senha do novo… E continuo com meu teclado em español. 

Nenhum comentário: